sábado, 24 de setembro de 2011

A rosa e o cultivador



Dentre muitas rosas havia uma escolhida pelo cultivador, uma especial, que para ele era a melhor e se destacava.
Essa rosa ainda era um botão, e tinha todos os cuidados e carinhos do cultivador. Ele tirou os espinhos maiores dela e deixou apenas os pequenos, que ainda eram inofensivos, assim ela não o machucaria.
O cultivador cuidava bem da rosa, e ela retribuia exalando seu perfume e beleza, mas quando o cultivador a tratava mal, seja falta de carinho, desprezo, falta de dedicação, cuidados ou abusos da rosa, ela murchava, e em momentos de exaltação, ele até deixava feridas em seu caule.
Leva-se tempo para uma rosa desabrochar, cada um tem o seu tempo, mas o cultivador não entendia isso e forçava a rosa a certas coisas.
A rosa ainda tem mais momentos de felicidade com o cultivador, mas um dia ela poderá não aguentar e aqueles espinhos que eram inofensivos, crescerão e ferirão o cultivador.


Um recado para o cultivador:

 Leva tempo, não a force, trate-a bem antes que ela morra... Se tratar bem, ela vai florescer; se tratar mal, definhar.


@Pri_S2

Nenhum comentário:

Postar um comentário