sábado, 28 de janeiro de 2012

Porque eu sei que é amor...

A saudade que eu sinto de você
É como garras de ferro apertando meu coração
Preciso tanto de você
Que, quando estamos longe
Os dias parecem anos...
E as noites em claro são uma eternidade
Quero te abraçar,
Mas olho ao meu lado e só o que vejo é um infinito “nada”.
Não posso me delimitar pra pensar em você...
É impossível!
Sinto tanto a sua falta,
Que é como se nada tivesse importância,
Até eu sentir a sua doce “presença”.
Quando penso que você existe, e me ama,
Um sorriso se estampa em meu rosto...
O meu “dia” fica alegre,
E não há palavra que explique o que sinto por você...
Poderia ser amor,
Mas o que eu sinto é tão imenso, que já passou de amor...
E não há palavra que explique...



Nenhum comentário:

Postar um comentário