sábado, 17 de março de 2012

É incrível como as pessoas criam estereótipos. Dividem as coisas em "de meninas" e "de meninos". Servir exército é "coisa de menino". Hotelaria é "coisa de menina". Brincar de carrinho é "coisa de menino", Barbie é "coisa de menina". Peraí, então se o irmãozinho está brincando com a irmãzinha de Barbie ele é gay? Desde quando? Quem determinou isso? Agora você julgar uma pessoa se ela é menino, menina, gay ou outra coisa pelos seus gostos é muito preconceito. Não é porque um menino escuta Selena Gomez, Miley Cyrus ou Britney Spears que ele é gay, e não é porque uma menina anda de skate, escuta Slipknot, Metallica e AC/DC que ela é "meio menino". Só porque uma garota gosta de boxe/futebol ela é "macho"? Só porque um menino gosta de balé ele é gay?
As pessoas também dividem as coisas em: se eu gosto é bom, se eu não gosto é ruim. Desde quando? Acorda! Nem todo mundo gosta e tem que gostar do que você gosta! Respeito é bom! Agora sair falando mal, ter briguinhas idiotas entre pessoas, amigos, fãs e outros que defendem isso e defendem aquilo é demais. Precisamos de mais amor, mais respeito e menos guerra!

@Pri_S2

Um comentário:

  1. Bem verdade! Só porque uma menina não usa maquiagem, não penteia o cabelo e mal toma banho não quer dizer que ela é homem haushuahsu'
    E muito pelo contrário, menino que faz ballet é muito macho, já que já foi compravado que ballet é mais cruel que qualquer luta.
    Mas por outro lado, é óbvio que cada um acha bom aquilo que gosta, porque se achássemos bom aquilo que não gostamos , automaticamente estaríamos gostando...É meio paradoxal.

    ResponderExcluir