quinta-feira, 28 de junho de 2012

"Eu simplesmente amava olhar para seus olhos. Ah! Seus lindos olhos, esses olhos misteriosos, que me deixavam hipnotizado, que brilhavam como a luz da Lua. Estávamos pisando nas nuvens, mal pude eu pensar que causaria tempestades! "Fui eu quem fez isso com seus olhos? Onde estão aqueles lindos olhos? Estão parecendo sem vida, transmitem tanta tristeza!", foi isso o que pensei quando te encontrei depois daquele acontecimento com nós dois. Mas hoje, meses depois de agonizar o ocorrido, quando fui até você, vi você sorrir, e seus olhos.... Ah! Luz dos olhos teus! Me fisgaram novamente, e eu me embebeci naquela imensidão de brilho."


Priscila Martins
@Pri_S2
"Sou pessoa de dentro pra fora. Minha beleza está na minha essência e no meu caráter. Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto. Estou aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente.
Sou isso hoje...
Amanhã, já me reinventei.
Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim.
Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina... E vice-versa. Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar...
Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil...e choro também!"
Tati Bernardi

domingo, 17 de junho de 2012

Interconnected ways

"Tudo começou quando me encontrei com ele pela primeira vez, ele estava no ônibus em que peguei. Senti um frio na barriga, fiquei hipnotizada. O ônibus continuou e nosso destino não era o mesmo. Achei que não o veria novamente.
Dois meses depois, eu entrei no ônibus (como de rotina), e lá estava ele. Surpreendi-me, pois não acreditava que um dia tornaríamos a pegar o mesmo ônibus.
No outro dia ele estava lá novamente, e no outro dia também. Todos os dias seguintes ele estava lá. Eu adorava. Ás vezes eu até sentava ao lado dele. Nunca iniciei uma conversa, pois ele sempre estava com fones no ouvido.
Um dia eu estava sentada ao seu lado, não me recordo o quê nem por que, mas começamos a conversar, dia após dia.
Era uma quinta-feira normal, nós conversamos, rimos, até que cheguei ao meu ponto de ônibus. Despedi-me e desci. Para minha surpresa, ele desceu atrás, veio calmamente até mim, passou sua mão docemente pelo meu rosto, foi se aproximando e me beijou suavemente nos lábios.
Não consigo expressar em palavras (e talvez não consiga de forma alguma) o que senti. Aquele beijo chegou na hora certa. Nem cedo, nem tarde. Exatamente como era para acontecer.
Eu adoro cada dia com ele. Ele mudou meus pensamentos de tudo o que eu julgava ser impossível; ele trouxe tudo para uma mágica realidade."


Priscila Martins
@Pri_S2



sábado, 16 de junho de 2012

Vai, vacile vagarosamente... Vagueando vazio.
Vago vagido veemente valioso; vozes veludosas, venenosas... Valdevinos!
Vício varonil, volúpia.
Vicissitudinária vida!


Verborragia!
Priscila Martins
@Pri_S2

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Você é o meu príncipe,
Uma luz na escuridão,
Meu desejo de respirar,
O fim da ilusão.


Você é tudo aquilo
Que eu acreditava existir,
Um suspiro a mais,
O meu motivo de sorrir.


Será que um dia,
Esse príncipe virá de vez
Buscar sua princesa?


Você então apareceu,
E a chama do meu coração
Permanecerá para sempre acesa!

Julia Barros

terça-feira, 12 de junho de 2012

quinta-feira, 7 de junho de 2012

"As lagrimas não são simples gotas de água, vêm da alma, da dor que sente tua alma e seu coração quando teu amor se cansa de lutar, quando tua alma chora interiormente e há um mar imenso que sai pelo seu reflexo, pelos olhos que são o espelho da alma. É difícil agüentar tanta dor, tanta mentira, tanta decepção, tantos sonhos quebrados, tantas ilusões pisoteadas, aquele amor frustrado, carícias perdidas, tanta injustiça, e tantas feridas que doem como uma espada atravessando o coração. E dói tanto interiormente. Mas por fora... Você deve ter um sorriso materializando a falsa alegria porque poucas coisas te fazem sorrir quando tua alma esta esgotada, mas há uma luz que nunca se apaga porque segue viva a esperança!"
Dulce Maria