domingo, 17 de junho de 2012

Interconnected ways

"Tudo começou quando me encontrei com ele pela primeira vez, ele estava no ônibus em que peguei. Senti um frio na barriga, fiquei hipnotizada. O ônibus continuou e nosso destino não era o mesmo. Achei que não o veria novamente.
Dois meses depois, eu entrei no ônibus (como de rotina), e lá estava ele. Surpreendi-me, pois não acreditava que um dia tornaríamos a pegar o mesmo ônibus.
No outro dia ele estava lá novamente, e no outro dia também. Todos os dias seguintes ele estava lá. Eu adorava. Ás vezes eu até sentava ao lado dele. Nunca iniciei uma conversa, pois ele sempre estava com fones no ouvido.
Um dia eu estava sentada ao seu lado, não me recordo o quê nem por que, mas começamos a conversar, dia após dia.
Era uma quinta-feira normal, nós conversamos, rimos, até que cheguei ao meu ponto de ônibus. Despedi-me e desci. Para minha surpresa, ele desceu atrás, veio calmamente até mim, passou sua mão docemente pelo meu rosto, foi se aproximando e me beijou suavemente nos lábios.
Não consigo expressar em palavras (e talvez não consiga de forma alguma) o que senti. Aquele beijo chegou na hora certa. Nem cedo, nem tarde. Exatamente como era para acontecer.
Eu adoro cada dia com ele. Ele mudou meus pensamentos de tudo o que eu julgava ser impossível; ele trouxe tudo para uma mágica realidade."


Priscila Martins
@Pri_S2



2 comentários:

  1. Oie...
    Tudo bom?
    Ahhhh muito lindo o texto... curti... ^^

    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu para conhecer... Relíquias da Lylu =D
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!
      Obrigada, pode deixar que passaremos por lá.
      Beijo.

      Excluir